Pular para conteúdo
  • Programação de terça a domingo

    Fique por dentro da nossa programação de terça a domingo

    veja mais detalhes

  • Sem Eventos

Newsletter
23 de janeiro, 2018 - 15h37

Mangal das Garças recebeu mais de 300 mil visitas em 2017

Na terceira e última reportagem do "Mangal em série" iremos mostrar que além da preocupação com a preservação da fauna e flora amazônicas, é necessário ainda conscientizar sobre a importância da conservação do ecossistema. Essa é a razão principal pela qual nosso Parque dispõe de projetos voltados para educação ambiental como você vai poder conferir na nossa matéria abaixo. Boa leitura!

O Parque Zoobotânico Mangal das Garças comemora 13 anos de funcionamento em janeiro. Desde a inauguração, o espaço se tronou um importante polo turístico do Pará. Em 2017, o local recebeu mais de 300 mil visitantes, o que significa uma média de 25 mil pessoas ao mês.

Além dos quase 40 mil metros do Mangal, compostos de áreas arborizadas e jardins naturalísticos, atrativos para milhares de pessoas que querem ficar mais perto das espécies da flora e fauna amazônica, outras atividades atraem visitantes de todo o Brasil; são os projetos voltados à educação ambiental. Em 2017, cerca de 250 grupos de várias regiões do país e exterior estiveram no Parque, somando um total de 10 mil participantes.

Educação e Turismo – O projeto de educação ambiental do Mangal das Garças consiste na realização de visitas monitoradas, onde com o auxílio de guias, os participantes aprendem um pouco mais sobre a importância da conservação e do uso racional dos recursos naturais. A visita é gratuita e direcionada a turistas, famílias, e principalmente às escolas e instituições de ensino de diferentes regiões.

Durante o passeio, os participantes aprendem sobre a Amazônia de forma interativa, entrando em contato com os animais e jardins do Parque Naturalístico; conhecem um dos maiores borboletários do Brasil, onde podem observar o momento de soltura de novas espécies; podem adentrar o viveiro dos pássaros, contemplar o momento de alimentação das garças.

"O espaço foi bem aproveitado, dinâmico, tudo muito educativo", destaca Silvane Menezes, professora da Escola Berço de Belém, durante visita com alunos ao Mangal.

O público também pode se encantar com um Mirante localizado as margens do rio Guamá, e ainda explorar mais sobre a história das embarcações utilizadas na Amazônia ao longo do tempo, no Museu da Navegação, entre outras atividades de lazer e educação ambiental.

A professora Kristina Hedit trouxe os alunos da Escola Municipal Conceição Teixeira, localizada em São Francisco do Pará, para participar da visita guiada e afirma que "o passeio foi muito proveitoso para todos, pois, apesar dos alunos serem do campo, muitas informações se mostraram novas, relevantes e interessantes. Todos demonstraram interesse em todos os momentos da visita ao espaço", disse.  

Maria Magalhães conta como seus alunos da Escola Estadual D. João VI se sentiram ao visitar o parque pela primeira vez, “a maioria do grupo não conhecia o espaço. Eles estão deslumbrados com tudo que estão vendo e vivendo. Obrigada pela atenção dispensada", agradeceu a professora vinda do município de Capanema.

Como agendar uma visita

O agendamento da visita monitorada pode ser realizado diretamente pelo site do Mangal, ou através do envio de ofício para o endereço eletrônico: agendamento@mangalpa.com.br. As visitas podem ser feitas de terça a sexta-feira, nos horários das 9h, 10h30, 14h30 e 16h.

 

 

Por: Beatriz Pastana

Fotos: Geraldo Ramos

logotipo Governo do Pará
Libra Design +Tech