Pular para conteúdo
  • Programação de terça a domingo

    Fique por dentro da nossa programação de terça a domingo

    veja mais detalhes

  • Sem Eventos

Newsletter
19 de setembro, 2017 - 18h15

Após reforma, Trilha do Aningal é reaberta ao público

A Trilha do Aningal, que integra o Parque Zoobotânico Mangal das Garças, foi reaberta ao público após passar por reformas e revitalização. A ação é fruto de uma parceria entre a Pará 2000, Ibama, Semas, Susipe e Marinha do Brasil.

A solenidade de entrega foi realizada durante visita técnica ao Parque na tarde desta terça-feira, 19. Na ocasião, estiveram presentes o Secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, o Vice Almirante da Marinha, Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, o Diretor – Presidente da Pará 2000, Fabriano Fretes, representantes da Secretaria de Estado de Cultura e os demais convidados e parceiros. Após ato simbólico de reabertura da trilha, os representantes das instituições parceiras fizeram um passeio ecológico pelas áreas do Mangal, as quais também fazem parte do projeto de revitalização do parque.

Outros benefícios proporcionados pela parceria também podem ser observados no Mangal, como a substituição dos Lemes do Lago do Cavername, e a revitalização dos Barcos e da cabine do comandante. A parte externa do Borboletário e o Recanto da Curva também receberam reparos, esse último ainda em processo de recuperação assim como demais áreas do parque. Já o Mirante do rio, teve a primeira etapa da revitalização concluída e continua recebendo melhorias.

Parceria -   Toda madeira utilizada nas ações de melhoria das áreas do Mangal foram apreendidas e doadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA). Já a mão de obra ficou por conta da Organização Social Pará 2000, que administra o parque, do 4º Distrito Naval da Marinha e de uma equipe de reeducandos da Susipe. O apoio das secretarias de turismo e cultura também foram de grande importância para o desenvolvimento do projeto. Em se tratando da recuperação das obras de arte, o suporte do Sistema Integrado de Museus foi fundamental.

 “Este é um momento de agradecimentos. Em um ano de gestão nós fizemos diversas parcerias e convênios, dos quais temos este hoje aqui representado. Vamos continuar realizando esse trabalho de manutenção para tornar nossos espaços cada vez mais agradáveis, afinal, são um pedaço da Amazônia dentro de Belém” afirma o Diretor-presidente da OS Pará 2000, Fabriano Fretes.

O Secretário de Turismo do Estado, Adenauer Góes, salientou sobre o compromisso da nova gestão da Pará 2000 na recuperação dos espaços. “Estamos muito satisfeitos com a competência dessa gestão da OS Pará 2000, que tem compromisso, profissionalismo, competência, seriedade e sensibilidade para administrar equipamentos diversificados, como o Mangal das Garças, a Estação das Docas, o Hangar e o Manguerinho. É uma equipe que se aprimora cada vez mais no sentido de compreender a importância de se manter equipamentos desta natureza, os quais hoje são ícones que atraem público para Belém e para o Estado do Pará”, disse.

Gustavo Leão, que na ocasião representava a Secretaria de Cultura, também destacou o comprometimento da nova gestão. “Realmente é possível perceber o empenho da nova diretoria da OS Pará 2000 em recuperar os espaços que são projetos e execuções de obra da Secult. Estamos muito satisfeitos em ver esses espaços retornando suas atividades, principalmente em ver as pessoas voltando a falar bem e a frequenta-los”.

Para o diretor de Reinserção Social da Susipe, Ivaldo Capeloni, a parceria não trata apenas do restauro de um espaço, mas do resgate da dignidade dos reeducandos da Susipe, por meio do trabalho. “Para a Susipe, parcerias como essa geram empregabilidade da mão de obra, portanto, há também a recuperação do indivíduo”, frisou. 

logotipo Governo do Pará
Libra Design +Tech