You are currently viewing <em>Pássaros resgatados ganham novo lar no Mangal das Garças</em>

Pássaros resgatados ganham novo lar no Mangal das Garças

Na manhã desta quarta-feira, 20 de abril, a Reserva José Márcio Ayres recebeu mais 5 aves da espécie caboclinhos (Sporophila bouvreuil). Os passarinhos foram resgatados no município de Salvaterra, em fevereiro deste ano, e doados ao Mangal das Garças por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA).

O veterinário do arquipélago do Marajó, Damazio Campos, que acompanhou todo o processo de resgate e transporte dos Caboclinhos a Belém, esteve presente durante soltura das aves.

“Os pássaros estavam sendo transportados por um homem em uma moto roubada, quando a polícia militar de Salvaterra realizou a apreensão das gaiolas. Enviamos as aves ao Parque, pois, devido à condição de animais domesticados, não poderiam ser soltas na natureza. Que bom que, após um período de adaptação e quarentena, hoje elas podem viver em um ambiente que as aproxima do habita natural”, declara o veterinário Damazio Campos.

Yomtob Hamoy, médico veterinário do Mangal das Garças, conta como o espaço recebeu as aves resgatadas. “Aqui no Parque as aves passaram por uma quarentena, período em que foram realizados exames, correção alimentar e adaptação prévia de voo. Após aptos, os pássaros estão sendo liberados no grande viveiro da reserva José Márcio Aires, onde continuarão sendo acompanhados pela equipe de profissionais do Parque, composta por veterinário, biólogo e tratadores”, explica o veterinário.

As cinco aves agora compõem a fauna da Reserva José Márcio Ayres, espaço que também é conhecido como borboletário, onde já vivem cinco espécies de borboletas, outras treze espécies de aves e uma arraia, além de diversas espécies da flora amazônica.

Programação diária no Mangal das Garças:
– Alimentação das Iguanas no caminho para o farol – 8h30
– Alimentação das Tartarugas e peixes no lago – 9h
– Passeio com a coruja Nairóbi: de terça a sexta, às 9h
– Alimentação das garças no Recanto da Curva: 11h, 15h, 17h30.
– Soltura das borboletas no Borboletário: 10h e 16h (monitorado)
– Passeio da coruja Olívia – 17h

Serviço:
Para entrada e permanência no local é obrigatório apresentar, na entrada do espaço, a carteira de vacinação com as duas doses em dia e um documento com foto.

Texto: Beatriz Santos/Ascom Pará 2000

Deixe um comentário