Nota de falecimento da ave tuiuiú

Nota de falecimento da ave tuiuiú

Nota de falecimento da ave tuiuiú
A única ave tuiuiú (Jabiru mycteria) do Parque Zoobotânico Mangal das Garças, administrado pela Organização Social Pará 2000, acabou falecendo hoje, terça-feira (21 de janeiro de 2021), após uma parada cardíaca, quatro horas depois de uma cirurgia reparadora no metatarso esquerdo (parte mediana da pata), que começou com um sangramento no sábado (16 de janeiro). O objetivo da cirurgia era colocar parafusos nos ossos quebrados e permitir que a cicatrização do animal ocorresse, sem que houvesse uma inflamação ainda maior.
“O procedimento foi realizado hoje de manhã, com uma equipe de médicos da UFRA (Universidade Federal Rural da Amazônia) em parceria com a equipe do Mangal das Garças. Após o final da cirurgia, quando a sedação já havia passado, ela começou a passar mal e não resistiu”, comenta Basílio Guerreiro, biólogo do Mangal das Garças.
Carinhosamente apelidada de Dora, a tuiuiú chegou ao parque na fase adulta e veio de uma apreensão. Estima-se que o animal tenha de 15 a 20 anos. Basílio afirma que a idade avançada era um fator de risco, mas a ave naquelas condições não poderia ficar sem ser operado.
“Foi tudo feito com bastante cautela. Foi feito raio X, teve uma junta médica para fazer o estudo do caso, por isso que a cirurgia aconteceu somente na quinta-feira. Não foi por falta de preparo da equipe, por falta de medicação e, tampouco, de estrutura”, constata Basílio Guerreiro.
O biólogo ressalta que o falecimento foi uma casualidade devido a velhice do animal.

CURIOSIDADES
A tuiuiú, também conhecida como jaburu, é uma ave típica do pantanal brasileiro. Chega a 1, 60 metros de altura e impressionantes 3 metros de envergadura. É a ave da maior planície inundável do mundo com capacidade de voar. É considerada o símbolo do pantanal.

Deixe uma resposta